fbpx

O que é portfólio: modelos, exemplos e dicas de como fazer

Você sabe o que é portfólio e quais são seus tipos? Ou está em dúvida de como criar o seu da melhor maneira possível?

Se a sua resposta foi sim, saiba que estas dúvidas são bem comuns e iremos solucioná-las neste conteúdo.

Isso porque muitas pessoas que estão à procura do primeiro emprego, ou de colocar suas experiências em projetos acadêmicos, não sabem por onde começar e acabam montando seus portfólios sem muita pesquisa.



Por esta razão ao criar qualquer tipo de portfólio, seja ele com o objetivo acadêmico ou profissional, sem pesquisar com antecedência leva a erros muito comuns que até os mais experientes caem.

E não queremos isso certo? 

Na verdade queremos mostrar as nossas melhores habilidades e surpreender de maneira positiva quem as observa.

Então, só aprender como criar um portfólio comum não é o suficiente para você conseguir se destacar entre a concorrência. 

É preciso entender também como o seu portfólio vai se sobressair entre os demais.

Assim, com um bom portfólio em mãos, você com certeza aumentará as chances de conseguir a tão esperada vaga ou cliente. 😉

E além disso, este documento pode servir como uma forma de gravar todo o seu avanço em suas habilidades. 

Sendo um ótimo comparativo do seu trabalho antigo com o atual, para que você analise as diferenças e melhore cada vez mais. 

Então, chega de papo e continue a leitura para descobrir:

  • O que é portfólio?
  • Quem deve ter um portfólio?
  • Qual a diferença entre portfólio e currículo?
  • Quais são os tipos de portfólios?
  • Como se faz um portfólio?
  • 3 dicas para criar portfólios criativos;
  • Exemplos de portfólios;
  • 3 dicas para divulgar seu portfólio;
  • Dicas de design para seu portfólio;
  • Erros comuns ao montar um portfólio.

Tudo isso e mais um pouco para que você possa criar o portfólio perfeito e conquistar a vaga ou cliente que tanto sonhou!

Vamos lá?!

O que é portfólio?

O portfólio é uma coleção dos melhores trabalhos ou materiais que o profissional, grupo ou empresa montam com o objetivo de demonstrar suas habilidades e projetos em um documento de forma visual.

A palavra “portfólio” vem do latim significa “porta-folhas”. 

O termo portfólio é usado até nos dias de hoje para se referir a uma pasta contendo arquivos que demonstram os trabalhos completos ou em andamento da pessoa proprietária do portfólio.



Este tipo de documento é muito utilizado por empresas e profissionais de grande importância, então ficar de fora e não criar o seu próprio está fora de questão, não é? 

Esperamos que sim…

Então, sabendo de tudo isso vamos te mostrar duas formas de demonstrar suas habilidades e projetos que podem ser tanto em formato físico quanto digital.

Portfólio físico

Considerado um modelo mais tradicional, o portfólio físico é um documento impresso, muitas vezes entregue junto ao currículo, que é recomendado para pessoas que estão no ramo de mídias estáticas (imagens ou textos).

Este tipo de portfólio é encontrado mais em mostruários de lojas físicas e para divulgação de algum produto ou serviço.

Mas, mandando a real.

Quase ninguém mais está usando este tipo de portfólio, pois o mesmo tem o custo mais alto quando comparado ao digital, além de que também não ajuda muito o meio ambiente ao produzir mais e mais papéis, certo?

Então, a mais utilizada e recomendada versão de portfólio é justamente a digital.

Portfólio digital

Se você procura um ar mais tecnológico e atual para seu portfólio, a opção de montar um portfólio digital é uma ótima escolha.

Até porque gastar com impressões e ter que se preocupar se o portfólio está, ou não amassando na pasta já é coisa do passado.

Pois com o portfólio digital você tem melhor praticidade para enviar ao destinatário apenas com um link. Olha que simples e prático.

“Mas onde que eu monto meu portfólio digital?”



Se você tem domínio sobre criação de sites seria ótimo para você hospedar seu portfólio nele, mas se não tiver a mínima ideia de como fazer isso você pode contratar um profissional.

Com isso, seu portfólio vai ficar com um visual profissional, passando assim mais segurança aos seus potenciais clientes.

Mas, também tem a opção de montá-lo em PDF, que ainda continua sendo uma escolha prática, já que você somente mandaria o arquivo ao interessado em seu serviço de uma maneira digital e rápida.

Quem deve ter um portfólio?

quem-deve-ter-um-portfolio-mulher-sorrindo

O portfólio serve para todos os profissionais que visam mostrar suas habilidades e projetos na prática, de forma visual.

“Ah, então só serve para quem é da área de artes? Como design, fotografia, desenho entre outros?”

Não necessariamente, mas lógico que os profissionais que tem como produto final um trabalho visual realmente serão os que mais se beneficiam deste documento como forma de divulgação.

Porém, os portfólios não se limitam somente a estas profissões, mas também podem ser utilizados por profissionais de outras áreas.

Como por exemplo um programador, onde o mesmo pode montar seu portfólio ou criar seu próprio site demonstrando assim suas habilidades de programação.

Com isso, o mesmo consegue divulgar seu trabalho de uma maneira visual e mais atraente, mesmo não fazendo parte da área de artes.



Qual a diferença entre portfólio e currículo?

Muitos podem confundir portfólio com currículo (CV), já que ambos são documentos que demonstram as habilidades e competências de um profissional.

Porém é importante lembrar que os dois não são a mesma coisa, e que o recomendado é ter ambos os documentos, pois se caso for se candidatar a uma vaga de emprego, por exemplo, será necessário não só mostrar seu portfólio, mas também o currículo.

A principal diferença entre estes documentos é que o currículo serve para mostrar suas experiências profissionais e habilidades de uma forma escrita sem necessariamente mostrar de uma forma prática suas competências.

 E é justamente isto que o torna diferente do portfólio.

Já que o portfólio demonstra suas habilidades na prática através da exibição de seus projetos mais importantes. Como se fosse uma comprovação do que está escrito em seu currículo.

Além de que o CV é um documento mais formal com regras específicas para sua formatação. Ou seja, ele é mais padronizado, onde as chances de destaque entre a concorrência, pode ser conquistada apenas pelo histórico profissional e acadêmico.



Por outro lado, com o portfólio você consegue se destacar através do que sabe fazer de melhor, de uma forma mais livre.

“Mas como fazer isso? Qual o tipo de portfólio que mais se encaixa na minha situação?”

É o que vamos responder a seguir. 

Então confira e escolha qual o melhor tipo de portfólio de acordo com o seu objetivo.

Quais são os tipos de portfólios?

tipos-de-portfolio-mulher-livro

Os tipos de portfólios variam de acordo com cada profissão ou objetivo que o profissional queira atingir com ele.

Saber qual a categoria deste documento que mais se encaixa com o que deseja é muito importante para que você saiba por onde começar.

Por isso, separamos para você as categorias de portfólio para te ajudar a entender qual o melhor tipo no contexto em que está.

Veja a seguir.



Portfólio para empresa

Se você tem como objetivo criar um portfólio para sua empresa, não fique assustado, pode ser mais simples do que pensa.

É só manter os pontos principais para que não falte nada na apresentação e apostar na simplicidade para que o portfólio grude na cabeça do possível cliente ou parceiro.

Estes “pontos principais” que citamos acima são as informações básicas sobre o seu negócio que não podem faltar neste documento, como:

  • Histórico da empresa;
  • Valores, missão e comprometimento da marca;
  • Quais são os produtos e serviços oferecidos;
  • Informações curtas dos funcionários mostrando os resultados que atingiram na empresa;
  • Parceiros e clientes da empresa, se caso tiver, colocar somente a logo deles;
  • Informações de contato para que o interessado possa te ligar ou mandar email depois.

É importante já conquistar o interesse da pessoa logo de começo. Então, seja breve na hora de contar a história da empresa e tente deixar esta parte o mais interessante possível.

Seja criativo e não se esqueça de mostrar o diferencial de seu negócio para que o portfólio fique marcante, aumentando assim as chances de conversão dos interessados para clientes mais fiéis.

O que é portfólio escolar

Bom, se você é aluno ou professor já deve ter ouvido falar sobre o portfólio escolar. Caso ainda não conheça, não tem problema que vamos te explicar de uma maneira simples e rápida.

O portfólio escolar é um documento onde são reunidos todos os trabalhos feitos pelos alunos ao decorrer de algum curso ou ano letivo.

Neste documento é avaliado o desempenho do estudante e também do professor para que os pais consigam ficar de olho no avanço escolar de seus filhos.

Mas qual a diferença entre o portfólio escolar e acadêmico? Afinal eles têm a mesma finalidade?

Vamos te explicar o que é o portfólio acadêmico para que você note a diferença entre os dois. Confira:



O que é um portfólio acadêmico

Diferente do escolar, o portfólio acadêmico é um documento que registra tudo o que foi produzido no período da faculdade e não da escola.

É aí que entra a grande diferença entre estas categorias de portfólio que muitos podem se confundir, por conta dos termos parecidos.

Bom, este documento cabe ao estudante montar de forma organizada, a experiência acadêmica adquirida através de amostras concretas como:

  • Cursos que concluiu;
  • Trabalhos realizados;
  • Textos e exercícios;
  • Apostilas;
  • Artigos que criou.

Tudo isso para que o estudante tenha em arquivo as apresentações, produções, trabalhos, palestras, participações em eventos acadêmicos, entre outros.

Podendo utilizar este documento até como uma forma de autoavaliação do aluno, que também pode aproveitar este compilado para transformar o portfólio acadêmico em um profissional para conseguir uma futura vaga desejada.

Então, se você vai criar um portfólio acadêmico, não o exclua depois porque pode ter utilidade no futuro.

Portfólio de fotografia

Para os fotógrafos, montar um bom portfólio fotográfico é crucial para que o sucesso de carreira seja alcançado.

Este compilado deve conter todos os melhores ensaios fotográficos realizados até os dias atuais. 

É como se fosse a vitrine de seu trabalho, portanto nunca se esqueça de deixar este documento sempre atualizado. 

Porque a grande maioria dos profissionais desta área acabam cometendo o erro de não acrescentar os novos ensaios, e se esquecem de retirar os antigos trabalhos que demonstram poucas técnicas.

E por consequência acabam perdendo grandes oportunidades de trabalho.



O portfólio de fotografia também é um atalho para demonstrar suas habilidades com a câmera e edição, sem ter que ficar procurando fotos de pasta em pasta para mostrar seu trabalho aos possíveis interessados em seu serviço.

Por exemplo, imagine uma família que queira contratar um fotógrafo para a festa de 15 anos de sua filha, eles entram em contato com você e pedem alguma amostra de seu trabalho.

O ideal seria já ter separado seus álbuns de ensaios anteriores, e de preferência voltados a festas, te poupando assim tempo e ainda demonstrando organização e cuidado com seu serviço para seus clientes.

Só vantagens, não é mesmo? 

E nem precisa ser um portfólio muito decorado, algumas vezes a simplicidade ganha mais a atenção do interessado e seu trabalho fica mais fácil de ser lembrado.

Dê uma atenção especial na qualidade e quantidade de técnicas usadas nas fotos que for colocar em seu portfólio, para que ele se destaque entre a concorrência e você conquiste até o cliente mais exigente.

Portfólio de design

Como designer é crucial que seu trabalho seja visto a todo momento. 

Então montar portfólio é um fator, quase que obrigatório, na área de design para que seu trabalho fique exposto 24 horas todos os dias.

Tá achando muito tempo? Não se preocupe, algumas vezes você já está mostrando seu portfólio sem ao menos perceber.

Como? Nas suas redes sociais. 

Se você posta seus trabalhos de design em seu perfil do Instagram, Facebook, Linkedin, entre outros, seu portfólio já está à mostra.

Lembra que falamos acima que o portfólio é um compilado dos trabalhos e projetos do profissional? 

Então, se você faz isso em suas redes sociais, já está no caminho.

Apostamos que você já deve estar pensando ou verificando se seu feed no Instagram está organizado e mostrando seus melhores trabalhos.

Mas não se preocupe tanto com isso, porque recomendamos que você coloque seu portfólio oficial no link de sua BIO, para que a pessoa que visitar seu perfil tenha acesso ao seu trabalho organizado e mais profissional.

Com isso, seu perfil no Instagram e Facebook serão apenas uma demonstração mais descontraída de suas habilidades com o objetivo de despertar o interesse dos visitantes, para que depois, eles se convertam em clientes.

O que é portfólio de produtos

Precisa apresentar um produto de sua loja mas não sabe como? 

Faça um portfólio de produtos, que nada mais é que um conjunto de todos os produtos e serviços oferecidos pela empresa.

Este portfólio tem como principal objetivo mostrar, de uma maneira clara e objetiva, mais sobre seus produtos ou serviço com imagens atraentes e textos de fácil entendimento, e se caso for relevante, com o preço também.

Mas você pode se perguntar: isso não seria um catálogo? 

Exatamente! Este portfólio de produtos é o catálogo de sua loja.

Ou seja, é obrigatório que ele tenha os principais produtos em destaque com especificações e orientações de como usá-lo.

E lembre-se de dar uma atenção extra à qualidade das imagens, pois é o visual que será o ponto decisivo na hora de chamar a atenção do interessado ou não.



Portfólio de projetos

O portfólio de projetos é um documento onde empresas ou um setor específico tem como objetivo administrar melhor seus recursos, melhorando assim os resultados da equipe.

Muitas empresas adotam este documento, algumas até possuem um escritório de projetos (PMO- Project Management Office) somente para gerenciar o portfólio de projetos.

Como se faz um portfólio?

como-se-faz-um-portfolio-homem-notebook

Agora que você conhece todas as categorias e tipos de portfólio, você deve estar se perguntando como se faz um portfólio, certo? 

Aliás, qual diferencial é necessário para se destacar da concorrência?

Bom, é o que veremos a seguir.

Bora lá?

Escolha se é digital ou físico

Antes de qualquer coisa, escolha se o seu portfólio será físico ou digital.

Leve em consideração as características descritas nos tópicos anteriores, e quais são as vantagens e desvantagens que você terá ao escolher um dos dois.

Caso sua escolha for o portfólio físico tenha atenção nas margens e fontes adequadas – falaremos mais sobre isso nos próximos tópicos.

Porém, se preferir o portfólio digital saiba que existem plataformas online com ferramentas gratuitas que te oferecem templates prontos e personalizáveis para que monte o portfólio do seu jeito.



Escolha uma plataforma para criação do portfólio

Saber em qual plataforma confiar para hospedar seu portfólio digital é crucial para obter o resultado desejado.

Pois cada plataforma possui ferramentas diferentes e até mesmo os valores mudam.

Então, se você está procurando uma ferramenta que vai te ajudar a criar o portfólio, mesmo sem saber códigos para criação de sites.

Não se preocupe, porque separamos para você as plataformas mais usadas por usuários que não fazem ideia de como criar um site. 

E o melhor: algumas são até de graça.

Tá curioso? Então confira a seguir.

Wix

A plataforma Wix é uma ferramenta que disponibiliza alguns templates prontos totalmente gratuitos para criação de sites.

E o melhor é que você não precisa necessariamente entender de códigos ou design para utilizá-la.

O Wix também permite que seus usuários fiquem livres para personalizar os templates prontos, ou até mesmo criar seu site para portfólio do zero.

Se procura por uma plataforma que seja prática e fácil de entender como funciona, esta é uma boa opção para você. 

No site deles tem até o passo a passo de como criar um site com a ferramenta.

Veja como é simples:

  1. Escolha seu criador de site. Escolha que tipo de site você quer criar.
  2. Personalize um template ou receba um site feito para você. Escolha o seu ponto de partida.
  3. Arraste e solte mais de 100 recursos de design. Adicione textos, galerias, vídeos, arte vetorial e muito mais.
  4. Prepare-se para os negócios. Crie uma loja virtual, sistema de agendamentos, área de membros e blog.
  5. Publique o seu site e fique online. Comece a construir sua presença profissional online.

Viu? 

Em apenas 5 passos você já tem em mãos o seu portfólio digital completo do seu jeito! 

Mas se você ainda não se convenceu de que com esta ferramenta conseguirá montar o portfólio que deseja, trouxemos outras opções.



Behance

O Behance é uma ferramenta criada pela Adobe com o objetivo de oferecer espaço necessário para a criação de portfólios.

Com o Behance você consegue adicionar em seu portfólio trabalhos em textos, vídeos, imagens e até mesmo áudios.

E se você trabalha com audiovisual, saiba que esta ferramenta é muito famosa entre os profissionais da área de:

  • Design;
  • Artes;
  • Fotografia;
  • Ilustração;
  • Moda.

Isso porque o mesmo organiza muito bem os projetos ou álbuns, oferecendo a possibilidade do usuário dividir seu material em trabalhos específicos, deixando seu portfólio com um visual mais bonito e atraente.

SquareSpace

O SquareSpace é um criador de site destinado a pessoas que não são programadores, mas ainda sim querem montar o seu site de uma forma bonita e segura.

A plataforma permite que o usuário construa seu próprio site a partir de modelos semiprontos, em que seus elementos podem ser editados de uma forma bem simples e prática.

Como, por exemplo, a ferramenta de arrastar e soltar para aplicação de novos elementos.

Porém, não podemos nos esquecer de que o SquareSpace não é uma ferramenta gratuita, e possui alguns planos de pagamento anual, que incluem um domínio personalizável e gratuito.

Mas se você não quer se arriscar logo de cara e já começar a pagar por um plano, a ferramenta oferece um teste com 14 dias gratuitos, para que o usuário conheça melhor a plataforma e decida depois se vai, ou não, assinar algum plano.



Pinterest

Quem nunca ouviu falar do Pinterest? 

Aquela rede social vermelhinha que te ajuda a encontrar desde as mais simples até as mais variadas ideias.

Se você é do time dos que nunca ouviram falar desta rede social, tenha em mente que ela é muito utilizada para compartilhar e descobrir ideias visuais.

Então é lá que você encontra vários templates de portfólios que podem te inspirar na criação do seu. 

Temos certeza que vai achar um monte de exemplos!

Lembrando também que o Pinterest não serve somente para inspiração, mas também permite que os usuários organizem entre pastas seus melhores trabalhos em seus perfis. Servindo assim, como um ótimo lugar para montar um portfólio criativo e organizado.

Mas e aí, já conhecia alguma dessas plataformas de criação para portfólio? Se sim, fale aqui nos comentários qual você já experimentou e qual achou mais interessante.

Além dessa, existem outras plataforma como o Canva, onde você consegue criar o seu portfólio de forma totalmente gratuita e simples. 

Estabeleça o objetivo do seu portfólio

Um dos pontos cruciais na criação de um portfólio é deixar bem claro e explicado qual é seu objetivo com ele.

Sem um foco em mente não é possível construir um caminho certeiro para alcançar as metas desejadas com o seu portfólio.

E isso serve para todos os que queiram construir um portfólio, independente da área de atuação.

Este objetivo tem que estar na ponta da língua a todo o momento, para que você consiga construir seu portfólio com clareza e objetividade.

O objetivo de um portfólio de impacto é justamente destacar suas habilidades em meio aos concorrentes e construir uma presença forte, seja de sua marca pessoal ou profissional.



Aliás, é muito fácil perder o foco entre tantas outras coisas que você deve se atentar.

E é claro, que ninguém quer investir tempo e trabalho na criação de um portfólio que no final não irá atender aos requisitos e metas estabelecidas, não é mesmo?

Então, para dar o primeiro passo pense com calma o que e quem você quer atingir com seu portfólio.

Temos certeza que com o objetivo bem definido você criará um portfólio de impacto!

Coloque somente os melhores projetos

Como o portfólio é uma vitrine das suas habilidades e trabalhos, é de extrema importância dar foco e selecionar cuidadosamente apenas os seus melhores projetos.

Para que a pessoa interessada já sinta seu diferencial e profissionalismo logo de cara.

Separe e selecione, com muita atenção, as peças mais interessantes que vão enriquecer o seu material.

Mas lembre-se: não deixe seu portfólio muito extenso, porque é muito massivo para a pessoa que está conferindo seu trabalho. Com isso, ela pode desistir no meio e pular para ver o próximo portfólio.

E esta é a última coisa que queremos, não é mesmo?

Para evitar esta situação, o melhor a se fazer é refletir e analisar se aquele material realmente precisa fazer parte do seu portfólio.

Por outro lado tem pessoas que faltam ou até mesmo não tem trabalhos para colocar em seu portfólio. Então, nestes casos, o que fazer?

Se você se identificou com esta situação, não se preocupe, porque não ter nenhum projeto para adicionar em seu portfólio é natural para quem está começando uma carreira, ou negócio.

O recomendado aos iniciantes é justamente pegar os projetos da faculdade, pessoais ou até aqueles que estão completos, mas que você não cobrou nada para fazer.



Pode até mesmo te ajudar a enriquecer seu portfólio com estes projetos gratuitos que você pode fazer para ONGs como gesto de caridade, por exemplo.

O mais importante é demonstrar o que você faz de melhor.

Mas caso seja difícil encontrar esses primeiros “cases”, em último caso crie projetos para clientes “fictícios”.

Ah mas isso não é enganação?

Pelo contrário. 

A pessoa que está dando uma olhada em seu portfólio está a procura de saber suas habilidades. Então se o trabalho que está a mostra foi realizado com as suas próprias mãos é isto que importa, não se é cliente real ou não.

Se preferir você pode até colocar como observação que o cliente é fictício embaixo do nome dele ou em algum lugar que não fique em destaque, porque não é uma das coisas mais importantes de um portfólio.

Falando de coisas importantes…

Há uma que sempre é bom lembrar a todos antes de começar a criação de um portfólio: a simplicidade. 

Monte um portfólio simples

Os exageros podem atrapalhar e muito no resultado de qualquer portfólio.

Já ouviu aquela famosa frase: “Quanto mais, melhor”?

Quanto mais dinheiro, melhor.

Quanto mais clientes, melhor.

Quanto mais projetos no portfólio, melhor. 

Errado!

Pelo menos na questão do portfólio, é claro 😉

A simplicidade tanto no tamanho do seu portfólio quanto nos elementos que o compõem farão com que sua marca ou nome fique mais memorável.

Vamos a um exemplo.

Por acaso você já viu alguma imagem de propaganda que ficou na sua cabeça por muito tempo? 

Sim?



Então, você está em contato com várias imagens e informações a todo momento, mas se parar por um instante e tentar lembrar de alguma com certeza vai vir, em sua memória, uma mais simples.

Porque é mais fácil memorizar quando algo é composto por poucos elementos.

“Ah mas eu lembro de uma que tinha muitas coisas”.

Mesmo que você se lembre de alguma que possui muitos elementos, preste atenção em cada um que aparece em sua memória.

Você perceberá aos poucos que é difícil mentalizar como realmente são estas figuras.

E com isso muitas pessoas podem se confundir ao tentar lembrar de seu portfólio, ou acharem que sabem, mas que na verdade são memórias confusas que não vão levar até o seu contato.

Por isso, aposte na simplicidade e defina um diferencial para que seu portfólio não saia da cabeça de seus potenciais clientes.

Escolha uma fonte adequada

A melhor fonte para um portfólio é aquela que seja de fácil entendimento e leitura.

Isso porque você já tem que conquistar seu potencial cliente em apenas alguns segundos. 

E se caso a fonte for cheia de detalhes ou que carregue bastante a leitura, adivinha o que vai passar na cabeça desta pessoa?

“Próximo portfólio…”

Se atentar a estes “pequenos detalhes” com certeza faz a diferença em qualquer documento que for montado, independente se portfólio ou não.

Ok, mas então quais são as melhores fontes para usar?

Você está livre para escolher qual fonte quiser, porém as mais recomendadas para portfólios impressos são:

  • Times New Roman;
  • Garamond;
  • Book Antiqua.

Estas fontes são muitas utilizadas em textos do tradicional portfólio físico, já que todas estas citadas são fontes com serifas, ou seja, letras que possuem hastes e prolongamentos em suas pontas.

Sabe aquele famoso “pé” e “rabo” das letras? 

Então é isso mesmo!

Elas casam muito bem com textos impressos, pois proporcionam uma certa continuidade à leitura.



Com isso o interessado em seu trabalho lerá o portfólio com mais dinamismo e fluidez, sem ter que apertar os olhos para tentar entender o que está escrito.

Lembrando que, para dar um toque especial em seu texto, destaque os títulos utilizando uma fonte que seja da mesma família sans-serif, para criar um contraste atraente para seu documento.

Porém, caso o seu portfólio seja digital, este tipo de letra não é recomendada. Pois a diferença entre as resoluções de pontos por polegada dos monitores e impressoras são bem distintas.

Ao colocar uma fonte serifada em seu portfólio digital a leitura pode ficar ilegível nos computadores dos observadores.

Para evitar esse tipo de situação prefira fontes sem serifa, como por exemplo:

  • Helvetica;
  • Arial;
  • Tahoma;
  • Verdana.

Todas estas são fontes muito utilizadas para compor o corpo do texto, porque são conhecidas por serem fáceis de ler em telas de computadores.

Se você realmente gostou das fontes sans-serif (sem serifas) e escolheu alguma delas para compor a maior parte de seu portfólio, o recomendado seria equilibrar os títulos com fontes serifadas, que sejam de fácil leitura.

Receba feedback de outras pessoas

Ter somente a sua visão e opinião sobre o portfólio pode levar a que alguns erros, até mesmo os mais bobos, passem despercebidos.

Sabe quando você escreve algo, lê e relê achando que está lindo e de fácil compreensão, mas quando alguém foi dar uma olhada apontou alguns erros que nem mesmo você entendeu como deixou passar aqueles erros bobos?

Então, por isso é importante que não só você revise seu portfólio, mas também algum amigo, parente ou conhecido para apontar não somente os erros, mas também sugerir algumas alterações para que seu documento fique o mais próximo da perfeição possível.

E se você conhecer alguém que tenha experiência com portfólios, como profissionais de RH, aproveite para pedir algumas dicas de ouro diretamente deste profissional.

Busque inspirações

Buscar inspirações ajuda muito na hora de criar qualquer portfólio, principalmente quando dá aquele bloqueio criativo chato que assombra muitos profissionais.

Se você é um deles, saiba que buscar inspiração em outros portfólios não é errado.

Errado é copiar dos pés à cabeça sem adaptação nenhuma.

Porém, se você somente procurar por elementos que gostou em outros portfólios e adaptar de uma forma diferente ao trazer estes elementos para o seu, não tem nenhum problema.

Então, fique livre para encher sua mente com inspirações que podem ser conferidas nas redes sociais do pessoal que tem o mesmo objetivo que você com o portfólio, e não tenha medo de tentar criar algo inovador.

Lembre-se que é o diferencial que vai te destacar no mercado. 

Mas essa dica serve mais para portfólios de produtos, empresas, marcas ou da área mais artística. 

Agora se você for entregar seu portfólio para uma empresa mais conservadora, não te aconselhamos a sair do padrão de documento.

Por isso, tenha em mente para quem você está criando seu portfólio e qual sua finalidade, porque é com isso que o caminho para a criação do seu portfólio se torna mais fácil.



3 dicas para criar portfólios criativos

dicas-para-criar-portfolios-criativos-ideia-lampada

Criar portfólio, todos podem criar.

Mas lembra que a gente comentou que o ideal é se destacar?

Então, como criar um portfólio que tenha impacto e que seja criativo?

Bom, temos algumas dicas preciosas que separamos para você que vão elevar o nível criativo de seu portfólio!

Vamos lá.

1. Coloque o processo criativo de seus trabalhos

A primeira dica é incluir brevemente no portfólio o processo criativo que você passou ao criar os projetos ou produtos.

Com isso você pode aproveitar este espaço para mostrar o seu diferencial de criação, e de quebra desmistificar a ideia de que trabalhos criativos partem do nada, sem nenhum processo anterior.

Além de que isso pode chamar a atenção do observador, porque ao mostrar seu processo ele entende melhor as suas ideias e conceitos que poderiam ter passado despercebidos.

Isso pode fazer a diferença na hora do cliente escolher algum serviço ou produto.

Mas não se esqueça de ser breve ao mostrar seu processo de criação, porque caso tenha muitos detalhes e informações, algumas vezes até irrelevantes, pode levar a pessoa ao desânimo e desinteresse.

Sabemos que algumas vezes pode ser difícil, mas não se empolgue tanto nestas explicações por mais que você tenha investido muito tempo e dedicação naquele projeto.



2. Apresente-se

Não tem porquê conhecer o serviço ou produto sem saber quem está por trás, não é mesmo?

Por esta razão é importante que você faça uma breve apresentação, com sua formação profissional, experiências, habilidades, competências, etc.

Isso fará com que interessado tenha mais confiança em seu trabalho.

Ao mostrar informações relevantes sobre você, o interessado perceberá que você tem as habilidades que está procurando.

Então, pense em quais informações sobre você que são realmente importantes para colocar em seu portfólio, mas sempre de acordo com a área em que se encontra e seu objetivo.

3. Busque um diferencial

Buscar ter um diferencial em seu portfólio criativo é essencial para se destacar.

“Mas, como eu busco este diferencial que vocês tanto falam? Como colocar em meu portfólio?”

Este diferencial pode ser mais simples do que parece. 

Algumas vezes você nem precisa ir muito longe e procurar o que difere a sua empresa, marca, produto ou serviço dos demais.

E pronto! 

Coloque o que você traz de novo ao mercado em que está inserido, que pode ser até mesmo um processo criativo diferente, por exemplo.

Com isso em mente, pense com calma em como demonstrar este diferencial, pois deve ser posto de uma maneira simples e clara,  para que os interessados consigam entendê-lo.

Exemplos de portfólios criativos

Algumas vezes o bloqueio criativo vem, e vem forte…

Para te ajudar, separamos alguns portfólios para te inspirar e ajudar você a sair desta “tela em branco” em sua cabeça.

O primeiro que não podemos deixar de lado é o incrível portfólio da agência digital: Lounge Lizard que sempre impressiona com seus portfólios mais criativos e em movimentação.

Logo de cara, quando entra no site da Lounge Lizard, você já sente o diferencial e a identidade da marca estampada de uma maneira bem impactante para seus visitantes.

Outro exemplo é o portfólio interativo do: Robby Leonardi que com muita criatividade consegue ganhar a atenção de qualquer interessado em seu trabalho. 

Um outro exemplo mais clássico, que não sai muito do padrão, mas ainda sim consegue se destacar e deixar bem claro sua identidade visual é a Olly Gibbs, uma empresa de direção de arte, design e ilustração que encanta seus visitantes com um site deslumbrante.



Ah mas não para por aí, porque vamos te falar o último exemplo que vai ser perfeito para você que busca trazer em seu portfólio algo mais simples, mas que ainda cause um impacto. 

Este tipo você pode conferir ao acessar o portfólio da Agência Canmore 😉 

E aí conseguiu pelo menos dar uma clareada nas ideias para a criação do seu portfólio? 

Apostamos que sim, também com estes portfólios incríveis tenho certeza que sua mente abriu para várias possibilidades de criação.

Então aproveite e se inspire à vontade! 

3 dicas para divulgar seu portfólio

dicas-para-divulgacao-mulher

As dicas não param por aqui! 

Trouxemos algumas recomendações para te ajudar o máximo possível na divulgação de seu portfólio.

Aliás, do que adianta criar um portfólio lindo e maravilhoso, seguindo todo o passo a passo de como criar um portfólio se a divulgação não for tão boa quanto?

Não dá né? 

Temos que pensar na melhor maneira de levar todo este trabalho que deu para fazer este documento para o máximo de potenciais clientes possíveis.

Aumentando assim, e muito, as chances de conseguir uma oportunidade de emprego ou de serviço.

Então, chega de papo e vamos direto para estas dicas de ouro.

Não tenha medo de se expor

Muitos acham que ao expor seus trabalhos na internet o julgamento de outros profissionais da área é certo e as críticas e comentários desagradáveis sobre o seu portfólio virão em massa.

Porém, este medo de exposição só atrapalha e atrasa as futuras oportunidades que estão por vir.

Se você tem medo de se expor e sempre pensa: “ah, eu vou melhorar nisso e depois naquilo, aí sim vou montar meu portfólio dos sonhos.”

Pare de pensar assim, dê valor ao seu trabalho, por mais que temos que melhorar em muitas coisas, sempre temos que dar o primeiro passo para começar realmente a atingir nossos objetivos com o portfólio.

Por isso, vença esse medo, muito presente em profissionais iniciantes de qualquer área, e monte o melhor portfólio que conseguir atualmente.

Depois é só ir atualizando e mudando ele conforme for ganhando mais experiência e habilidades novas.

Distribua seu portfólio em negócios locais

Se bater de porta em porta não é um obstáculo para você, essa dica pode ser uma boa pedida.

Que nada mais é que distribuir seu portfólio pelos negócios locais.

Onde você irá mostrar aos comerciantes mais próximos as suas melhores habilidades.

Ao fazer isso as chances de vendas aumentam, e ainda por cima aumentam também as chances de algum comerciante virar seu cliente mais fiel.

Já que muitas pessoas preferem trabalhar com profissionais que moram perto, porque dá mais segurança ao contratar um serviço ao seu alcance.



Escolha a plataforma certa

Antes de sair postando em tudo que é canto suas habilidades, defina uma estratégia de divulgação objetiva, para que seu portfólio consiga ser visto pelas pessoas certas.

Com isso em mente, o melhor a fazer é pesquisar qual plataforma é mais utilizada por profissionais da sua área.

E então, foque e dedique seu tempo para que seus trabalhos sejam divulgados da melhor maneira possível.

Mas por que colocar meu portfólio em uma plataforma cheia de concorrentes?

É simples: não tem problema ter muitos outros profissionais disputando a atenção de possíveis clientes, isso porque ao mesmo tempo aquela plataforma também é o local onde haverá mais pessoas procurando por aquele serviço.

Quer um exemplo?

Imagine que uma pessoa está procurando alguém que faça alguma ilustração para seu negócio, onde ela iria buscar primeiro?

As chances são grandes desta pessoa procurar por artistas no Deviantart, Pinterest ou até mesmo no Instagram.

Por isso que você deve descobrir onde o pessoal da sua área está mostrando suas habilidades, pois é lá que terão mais interessados procurando pelo seu serviço.

Ou seja, você teria que se preocupar somente em ter um diferencial para que seu portfólio se destaque entre esta multidão de concorrentes.

Divulgue seu portfólio no Instagram

O Instagram é uma das redes sociais mais utilizadas aqui no Brasil, contando com mais de 110 milhões de usuários, e a mesma vem crescendo cada vez mais!

Olha que oportunidade de divulgação para o seu portfólio nesta rede social, que pode aumentar as chances de alcance do seu trabalho para potenciais clientes e de quebra ainda ganhar mais seguidores.

“Mas vale mesmo a pena usar o Instagram para divulgar meu trabalho? Não é muito informal colocar este tipo de documento em uma rede social tão descontraída?”

Pelo contrário! 

Muitas empresas sérias, e de grande sucesso, optam por até pagar anúncios para alavancar na divulgação de seus produtos e serviços. E ainda por cima conseguem, ao mesmo tempo, engajar seus clientes. 

Porém, tem alguns macetes para você conseguir alcançar o máximo de potenciais clientes com o seu perfil.

Quer ver como aproveitar ao máximo desta estratégia de marketing para seu portfólio no Instagram? 

Então, continue com a gente! 



Dicas de como divulgar seu portfólio no Instagram
1. Tenha frequência em suas publicações

Para que seu trabalho consiga ser divulgado para o máximo de pessoas possíveis, é preciso manter uma frequência de postagens.

O recomendado é que você poste, pelo menos, 3 vezes por semana, sendo que o ideal mesmo é publicar algo em seu feed duas vezes por dia.

2. Crie uma conta comercial

Ao criar uma conta comercial no Instagram você tem acesso à informações que um perfil pessoal não te ofereceria.

Como por exemplo: acompanhar o perfil dos seguidores e analisar com mais objetividade o horário em que eles costumam ficar mais ativos na plataforma, e com isso entender qual o melhor momento para compartilhar seus posts com eles.

Mas eu já tenho uma conta no Instagram e não quero criar uma do zero. Como faço?

Não se preocupe, pois o Instagram permite que seus usuários troquem suas contas pessoais para comerciais através das configurações.

Veja no vídeo abaixo como é simples:

E pronto! 

Sua conta não perde nenhum seguidor e continua com os conteúdos em seu perfil intactos!

3. Identidade visual

Ao entrar em seu perfil, os visitantes já precisam dar de cara com a identidade visual do seu trabalho, porque ela é a porta de entrada do seu portfólio no Instagram.

Então se o visual do seu feed ou destaque dos stories não tiverem um padrão visual de impacto, pode apostar que seu trabalho logo será esquecido em meio a tantas informações que o usuário do Instagram consome por dia.

Por mais que o Instagram proporcione um ótimo espaço para a divulgação de seu trabalho, também tem um ponto negativo, que é justamente ter muitas informações e concorrência disputando pelos olhares dos potenciais clientes na plataforma.

Pense em algum modo de deixar sua identidade visual única e impactante para que seu trabalho fique grudado na mente de cada um que conferi-lo.

Dicas de design para seu portfólio

O design de um portfólio diz muito sobre a pessoa, marca ou empresa. 

A primeira impressão que o interessado terá sobre o seu trabalho será por conta do visual de seu portfólio.

O famoso ditado: “Não julgue o livro pela capa” realmente não se encaixa nessa situação. 

A pessoa com certeza vai julgar a aparência de seu portfólio logo de cara e já neste momento pode ser crucial para definir se a pessoa vai, ou não, continuar olhando seus projetos.

O visual de seu portfólio entrega se você é um profissional mais minimalista, organizado e detalhista. Seja qual for a característica que deseja demonstrar para o potencial cliente, é bom que seja a melhor que tenha.

Por isso, recomendamos a você que siga as dicas abaixo antes mesmo de pensar ou montar o seu portfólio.

Capa

Uma dica para você criar uma capa de impacto e já causar interesse do seu potencial cliente, é justamente a simplicidade.

Não coloque muitos enfeites, informações, imagens, etc.

Foque em atiçar o interesse e curiosidade do observador na hora de montar a capa.



Mas claro, já deixe bem evidente do que se trata seu portfólio, caso contrário, pode acabar confundindo os possíveis clientes e fazendo com que eles pulem para o próximo.

É sempre bom lembrar de que o recomendado seria você usar a mesma identidade visual do começo ao fim para que seu portfólio fique em harmonia e fixe na cabeça das pessoas.

Qualidade das imagens

Não adianta colocar diversas coisas em seu portfólio que mostre as suas melhores habilidades, sendo que a imagens não estão com uma boa qualidade.

Preste atenção na qualidade de cada imagem que será adicionada neste documento, pois elas são essenciais para trazer mais profissionalismo.

Prefira por trabalhos em que as pessoas não terão dificuldades de entender ou fiquem incomodadas com a resolução do seu vídeo ou imagem.

O que recomendamos é que você faça, ou contrate alguém, para tratar estas imagens com aplicativos de tratamento profissional, para melhor resultado visual de seu trabalho.

Apenas tome cuidado com o excesso de imagens, para não tirar o foco do seu trabalho.

Alinhamento

Distribua os elementos de seu portfólio de uma maneira equilibrada e sempre respeitando as margens de respiro que são definidas de acordo com o formato de portfólio que irá fazer.

Mas você deve estar se perguntando: “Existe algum padrão de alinhamento, tamanho das margens e fontes em que posso estar seguindo para a criação do meu portfólio? Ou estou livre para montar ele do jeito que quiser?”

O que pode passar pela sua cabeça é se a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que é o órgão responsável por padronizar trabalhos acadêmicos de qualquer tipo de produção através de suas regras de redação, definiu algum padrão para este tipo de documento.

Então, vamos te explicar a seguir se realmente os portfólios são padronizados para que você monte o seu sem dúvida nenhuma.

Existem regras da ABNT para portfólios?

Este órgão possui algumas regras bem específicas para cada tipo de documento acadêmico, então muitos se perguntam se a ABNT criou algum padrão específico para a criação de portfólios.

Mas a resposta é não.

A Associação Brasileira de Normas Técnicas não define nenhuma regra que os portfólios tenham que seguir.

Ou seja, estamos livres para criarmos este documento do jeito que quisermos! 

Mas se atente as margens, e defina um padrão próprio que seja agradável.



Paleta de cores

Falando em visual profissional, já pensou em qual paleta de cores vai usar, para dar mais harmonia ao seu portfólio?

Se não, recomendamos que você pense em alguma, porque, ao fazer isso, perceberá que criar seu portfólio fica ainda mais fácil e rápido.

Já que com uma paleta de cores estabelecida, você tem pelo menos um norte de como é o padrão a ser seguido, evitando assim que fique “quebrando a cabeça” sempre que pensar no visual de cada folha em seu portfólio.

“Mas como eu crio uma paleta de cores que combine com o meu trabalho?”

Bom, para isso existe um site chamado Coolors, que oferece uma plataforma cheia de paletas de cores prontas para uso e se não gostar de nenhuma disponível no site eles tem um gerador de paletas que é só apertar a tecla “espaço” para que ele crie na hora outra, aleatoriamente.

E o melhor, o site é totalmente gratuito e de fácil uso. Aproveite!

Erros comuns ao montar um portfólio

Ao montar um portfólio é muito comum que erros aconteçam, porque, como explicado mais acima, não tem um padrão definido para este tipo de documento.

Por isso que muitas pessoas acham que não existe o certo e errado para montar um portfólio…

Mas, alguns fatores muito importantes vão definir se aquele portfólio é bom ou não.

“Ah mas vocês disseram que não existem regras de montagem para portfólios, então não tem como cometer um erro sendo que não existe algum padrão a ser seguido”.

Ok, realmente não existe norma a ser seguida, porém temos que pensar que o portfólio é a vitrine do seu trabalho e das suas habilidades.

Portanto, montá-lo da melhor forma possível para atrair mais clientes, e não afastá-los com um portfólio sem padrão e bagunçado, é crucial para que seu trabalho seja realmente valorizado.

De qualquer forma, existem pessoas que ao montar seus portfólios cometem os seguintes erros que vamos citar a seguir, para que você evite ao máximo na hora de criar o seu.

Vamos lá!



Falta de organização

Um dos maiores problemas é a falta de organização na hora de montar um portfólio, principalmente quando a empresa ou marca possuem vários produtos e serviços diferentes.

Para facilitar na hora da criação, o recomendado é separar entre pastas os produtos e serviços diferentes, separando-os por categorias e organizando-os em ordem de prioridade, para que você não esqueça de colocar nenhum projeto importante.

Com os trabalhos em seus devidos lugares, perceberá que na hora de montar o seu portfólio será muito mais rápido e fácil, já que tudo está em seu devido lugar.

Porque vamos combinar….

Imagine se você monta um portfólio todo bonito e organizado do jeito que sempre sonhou, mas ao postar em seu perfil, seja lá qual for a plataforma escolhida, passa em sua cabeça aquele projeto que demorou horas para fazer e que saiu perfeito.

Mas daí você acabou esquecendo de colocar em seu portfólio. 

Olha que chato essa situação, não é? 

Para evitar que isto aconteça, organize e priorize seus trabalhos para ter um portfólio completo que mostre suas melhores habilidades.

Erros de português

Ter erros de português em um documento que demonstre sua competência profissional, é claramente um tiro no pé.

Porque vamos lá…

Imagine um potencial cliente observando o portfólio de algum profissional e ao avaliar o conteúdo se encanta com os trabalhos e projetos do documento.

Porém, enquanto está avaliando e quase já entrando em contato com o dono do portfólio, percebe, no meio do caminho, alguns erros de português. 

Isto pode ser fator crucial para que este potencial cliente desista de contratar seus serviços.

Geralmente, esses erros bobos acontecem por conta da falta de atenção na hora de montar um portfólio. 

Portanto, sempre revise os textos que estarão em seu portfólio e peça para alguém que conheça revisar também antes de postá-lo em qualquer plataforma.

Tudo isso para que seu portfólio fique perfeitamente lapidado, sem nenhum erro.

Não colocar os créditos

Outro erro que precisamos falar é o de não dar os devidos créditos aos profissionais que trabalharam junto com você nos projetos.

“Mas se eu fizer isso não tem risco do cliente procurar pelas pessoas que fizeram parte do projeto? E com isso perder uma oportunidade de emprego ou de trabalho?”.

Não precisa se preocupar, porque ao dar os créditos aos devidos autores dos projetos, você demonstra ao cliente ética e que consegue trabalhar em equipe.

Quem sabe o interessado não contrata o serviço de sua equipe?

Olha que oportunidade de conseguir serviço não só para você, mas também para seus colegas de trabalho.



Imagens com pouca qualidade

Colocar imagens com pouca qualidade em seu portfólio não deve ser uma opção.

“Ah vai dar mais trabalho tratar a imagem sendo que minha profissão não é voltada a artes nem fotografia”.

Não se deixe enganar com este pensamento, pois cometer este erro pode levar a perda de diversas oportunidades, já que o portfólio em si é um documento mais visual, ou seja se este documento não for atrativo, a pessoa pode só dar uma olhada e ir para o próximo.

Falta de descrição dos projetos

Lembra que falamos para não exagerar na hora de descrever os processos criativos?

Bom, tome cuidado também para não pecar na falta de informações.

Encontre um equilíbrio entre estas descrições para que não fique faltando informações, ou muito massante.

O que você pode fazer é pedir que o webdesigner, responsável por criar o site para seu portfólio, separe um lugar específico para as descrições de seus trabalhos.

Não atualizar o portfólio

Algumas vezes o tempo é muito apertado por conta das altas demandas dos clientes e muito serviço acumulado, fazendo com que o profissional não consiga atualizar o seu portfólio.

Mas, isso é um grande erro que muitas pessoas acabam cometendo em suas carreiras, pois ao fazer isso perdem grandes oportunidades que conseguiriam através de um portfólio atualizado.

Ou seja, você fica empacado no mesmo nível profissional e as oportunidades de conseguir clientes que exigem mais habilidades, vão sendo perdidas cada vez mais.

Portanto, não se esqueça de atualizar seu portfólio, para que ele realmente demonstre suas habilidades atuais, aumentando assim as chances de conseguir clientes de alto nível.

Falta de profissionalismo

O portfólio pode até ser um documento mais livre para sua criação, porém é importante lembrar que nunca deve deixar de lado o profissionalismo ao montá-lo.

Por mais que o portfólio transmita a sua personalidade e a maneira como trabalha, usar gírias, palavras de baixo calão ou até os erros gramaticais, diminui, e muito, a qualidade de seu portfólio.

Se atente a qual linguagem irá utilizar para a criação de seus textos, e escolha alguma que se encaixe melhor com o seu público-alvo.



Para finalizar…

Ufa! 

Este realmente foi um guia completo sobre portfólios

Mas ainda sim podem ficar algumas dúvidas e ficaremos felizes de esclarecê-las para você nos comentários.

Então, se ficou alguma dúvida deixe nos comentários, que responderemos todo mundo!

Depois de comentar não se esqueça de conferir nosso canal no Youtube: Canmore Marketing Digital, lá você vai encontrar tudo o que precisa saber para vender através da internet você irá aprender lá, além do nosso queridinho blog é claro rs.

Recomendados para você

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *